+55-21-2622-1993

/

+55-21-99290-4251

whatsapp-transparente.png
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn

Clique aqui para receber nossas notícias e promoções

Trincas

Apareceu uma trinca na minha casa. O que fazer?


Quando aparece esse fenômeno em uma edificação é como se ela soltasse um ‘grito de socorro’, pedindo um olhar de verificação. A primeira coisa importante a fazer é avaliar se aquela marca no teto ou parede é realmente uma trinca. Pode ser que ela seja uma fissura ou mesmo uma rachadura e nem todas são classificadas como graves ou de risco, mas recomenda-se a análise por profissional habilitado, que poderá indicar o risco efetivo.


Para isso é importante sabermos diferenciar os três acontecimentos:


As fissuras são aberturas com espessuras inferiores a 0,5mm, são superficiais (atingindo apenas a pintura, massa ou azulejo) e normalmente com o direcionamento na vertical ou horizontal. Geralmente são causadas pelas retrações e dilatações do acabamento. São consideradas menos graves.


As trincas são aberturas com espessuras entre 0,5mm e 1,0mm, são profundas e acentuadas (separando o teto ou parede em duas partes) e normalmente com direcionamento em 45°. Geralmente são causadas por problemas estruturais, portanto são consideradas perigosas, podendo afetar a segurança da residência.


Já as rachaduras são aberturas entre 1,0mm e 1,5mm, são bem profundas, com o direcionamento similar às trincas. As causas são as mesmas das trincas, porém mais acentuadas. Nestes casos pode ocorrer passagem de água, vento e luz, danificando a parede ou teto e aumentando bastante a gravidade do problema. São consideradas extremamente graves.


É importante, além dessa diferenciação, verificar se esse acontecimento não varia com o passar do tempo e estão estabilizadas (são os chamados passivos) ou aumenta com o tempo (os ativos). Um evento ativo agrava bastante a situação.


Avaliar a gravidade da marcação na parede ou teto e a situação de atividade ou passividade são informações fundamentais na indicação do tratamento e material mais adequado para resolução do problema, que pode ser desde o uso de um selante elastomérico e tinta flexível (em caso de fissuras) a impermeablizilantes, selantes e tratamento da causa primária (em caso de trincas ou rachaduras) .


A resolução precoce do problema é sempre a forma mais econômica e segura. Se negligenciadas, as tais “patologias” podem comprometer a estrutura da construção e a segurança de seus habitantes, podendo levar desde o desprendimento de reboco ou cerâmica até ao desabamento de parte do imóvel, nos casos mais graves.


Nós da Isocom temos os materiais mais adequados e de melhor qualidade para atender a qualquer tipo de tratamento para esse problema.

8 visualizações