Jardim Vertical



Estamos vivendo em uma era de cidades cada vez mais urbanizadas, mais concretadas e mais cinzas. Em busca de tentar diminuir esse abismo criado entre as cidades e a natureza, os projetos de jardins verticais vêm como uma nova tendência na arquitetura contemporânea.


Os jardins verticais chegam com uma promessa de trazer mais verde e, consequentemente, mais qualidade de vida à nossa rotina. Há quem pense que esse tipo de projeto é exclusivo para grades prédios ou grandes áreas, mas, pelo contrário, qualquer ambiente que tenha pelo menos uma parede pode se beneficiar, pois eles nada mais são que jardins fixados no sentido vertical de muros ou paredes, onde as plantas ficam suspensas, criando painéis.


Os principais benefícios que esse artifício traz são a melhoria no conforto térmico, gerando uma maior economia de energia; isolamento acústico; redução da poluição do ar no local; além, é lógico, de criar um ambiente mais amigável, auxiliando na redução do stress e na fadiga mental.


Para se montar um jardim vertical é muito importante observar 2 principais pontos: qual a estrutura que deverá ser montada para fixar o painel e quais as plantas deverão ser utilizadas no painel.


Existem diversas opções de estruturas que variam de acordo com o tamanho e orçamento disponível para sua instalação. Dentre eles:




- Blocos pré-moldados: são feitos com concreto fundido ou socado e devem ser instalados em muros impermeabilizados;





- Blocos cerâmicos: precisa ser impermeabilizado e pintado. É instalado com uso de argamassa na parede;







- Estrutura modular de plástico: composto por nichos sequenciais com encaixe para vasos. Pode ser encontrada em opção individual ou em kits. Sua vantagem é que pode ser instalada nos mais variados tipos de superfícies, permitindo criar jardins diferenciados;







- Treliça: normalmente feita de madeira. Também pode ser confeccionada com outros materiais como bambu e PVC. É facilmente fixada à parede, oferecendo uma superfície para os vasos serem presos;












- Painéis de fibra de coco: costumam vir com vasos feitos do mesmo material. Têm como vantagem o fato de reter naturalmente a umidade, o que diminui a necessidade de irrigação contínua;






- Prateleiras: nelas é possível fazer um jardim vertical barato com plantas variadas em vasos comuns, de preferência de barro, pois eles têm uma capacidade maior de absorver água.


É importante que, independente de qual estrutura forte escolhida, que ela seja bem firme e fixada. Deve, também, ter um bom sistema de drenagem do excesso de água (principalmente em jardins verticais em ambientes internos).


Outro ponto importante a ser pensado é em qual planta deve ser utilizada para esse projeto. É possível cultivar praticamente qualquer espécie de plantas e até de árvores em jardins verticais, contanto que as raízes tenham espaço para se desenvolver no suporte utilizado e que o suporte aguente o peso total contando com a terra úmida. As plantas escolhidas, também, devem ser perenes, para que, independente da estação, a planta nunca perca folhas e se mantenha vistosa ao longo de todo o ano. Observar, também, a incidência de luz que chega no jardim ao longo do ano, caso contrário é bem provável que a planta não sobrevida.


Litamos abaixo algumas das plantas mais indicadas para ambientes com muita incidência de luz e outros com pouca incidência de luz:


- Ambiente com muita incidência de luz:

· Lambari-roxo

· Aspargo-pluma

· Barba-de-serpente

· Colar-de-pérolas

· Tillandsia

· Orquídea-grapete

· Brilhantina

· Clorofito

· Hera-inglesa

· Jiboia

· Trapoeraba-roxa

· Flor-canhota

· Flor-de-coral

· Liríope


- Ambiente com pouca incidência de luz:

· Antúrio

· Asplênio

· Babosa-de-pau

· Bromélia

· Columéia-peixinho

· Chifre-de-veado

· Dedo-de-moça

· Dinheiro-em-penca

· Falenópsis

· Flor-batom

· Flor-de-maio

· Peperômia

· Renda-portuguesa

· Samambaia

· Singônio

· Véu-de-noiva

· Barba-de-sepente

· Chuva-de-ouro

· Rabo-de-gato

· Ripsális

· Vriésia

· Liríope


Além disso, pesquise também sobre a relação das plantas para jardim vertical que serão plantadas juntas para não correr o risco de unir espécies que se sufoquem. Caso você vá fazer o plantio de uma por vaso, a liberdade para escolha é maior.


Depois de montado o seu jardim vertical a principal preocupação deverá ser com a irrigação periódica. É importante observar que cada espécie de planta tem uma necessidade de água específica, mas na dúvida basta colocar o dedo na terra. Se ela estiver úmida não precisa irrigar. Outra boa dica é misturar substrato na água para adubar o solo, deixando as plantas do seu jardim sempre bem nutridas e lindas.


Que tal fazer um jardim vertical na sua casa? Entre em contato conosco. Possuímos uma série de produtos que podem te ajudar e facilitar na confecção e manutenção do seu novo jardim.



0 visualização

+55-21-2622-1993

/

+55-21-99290-4251

whatsapp-transparente.png
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn

Clique aqui para receber nossas notícias e promoções