Como diferenciar os tipos de argamassa colante


Para assentar cerâmica, porcelanato e pedra, a argamassa colante é a solução ideal. O que a diferencia dos outros tipos de argamassa é sua composição, que recebe aditivos especiais para torná-la mais adesiva, elástica e com boa trabalhabilidade. O mercado fornece o produto pronto para aplicar na obra (basta misturá-lo com água).


Na hora de especificar, é importante saber que as argamassas colantes não são todas iguais. Existe o tipo certo para cada aplicação. Basicamente, quanto mais agressiva for a área de assentamento, mais aderente o material deve ser. O tipo de revestimento também é determinante, pois algumas peças podem absorver mais ou menos água, exigindo uma argamassa de melhor desempenho. Daí a necessidade de se atentar para aquelas siglas que ficam na sacaria: AC I, AC II e AC III.


O tipo AC I é adequado para áreas internas e molháveis, como cozinhas, áreas de serviço e banheiros, porque tem propriedades mais resistentes à umidade. O AC II é utilizado em paredes, fachadas, piscinas de água fria, lajes e pisos de alto tráfego, já que possui condições de trabalho compatíveis com locais de alta exposição climática. E o AC III é a melhor escolha para assentar porcelanato, cerâmica e pedra em piscinas de água quente, saunas e churrasqueiras, pois apresenta maior aderência.


Uma dica importante: se a sua obra for em um lugar sob forte influência de intempéries, escolha as argamassas colantes com as denominações AC I E, AC II E e AC III E. Elas possuem tempo de endurecimento mais demorado, ou seja, podem suportar com mais qualidade a ação de ventos.


E não se esqueça: ao comprar o produto, certifique-se que ele esteja de acordo com a NBR 14.081:04 – Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas – Requisitos.


Fonte: https://blogaecweb.com.br/blog/como-diferenciar-os-tipos-de-argamassa-colante/

2 visualizações0 comentário